Abertura SIBBW 2018: diversidade, empreendedorismo e assessoria

Carregar é amor, contato, tradição. Carregar é nossa volta ao natural, nossa forma de honrar e recuperar às nossas raízes, inclusive a “nossa forma de mudar o mundo” (Elena López). E o que mais? O babywearing vem se constituíndo como uma opção digna e potente de empreendodedorismo femenino. Mulheres que gostam e querem ficar com seus filhos, que investem no contato, no vínculo entre eles dois e até de uma nova sociedade. Mulheres que encontram no babywearing um caminho digno para a geração de renda, enquanto ajudam a outras famílias, outros bebês e outras mulheres, e toda a sociedade. Estas mulheres que são atendidas e ajudadas, se empoderam, quem sabe se apaixonam também pelo babywearing e decidem se profissionalizar e empreender. É o círculo do empreendedorismo femenino que cresce e se fortalece. O carregar como ferramenta de empoderamento feminino, portanto, é um dos focos do SIBBW 2018.
Como nós mulheres podemos ser melhores profissionais, formar, divulgar e assessorar com mais qualidade, empatia e consciência do papel que exercemos? Como envolvermos também os homens na importância e reconhecimento deste processo? Resulta fundamental neste processo cuidarmos para que de fato todas as mulheres estejam envolvidas e incluídas, sem importar cor, peso, idade ou qualquer condição física, social, educacional ou estrutural. Esse é o desafio que propomos no SIBBW2018 para assessoras, formadoras, produtoras, divulgadoras, líderes de opinião e todos envolvidos no babywearing.